domingo, setembro 28

Benfica 2 - Sporting 0

video

Segundo as doutas palavras de Paulo Bento, “O Sporting perdeu, porque foi pouco activo no ataque e cometeu falhas na defesa”.
Não seria mais fácil dizer: - Porque o Benfica jogou melhor?

sábado, setembro 27

Memória do Crónicas

27/09/04 Me espanto ás vezes, outras m’avergonho. Sá de Miranda

Estes nossos políticos, não param de me surpreender. Desta vez, foi o doutor Relvas, Secretário-Geral do PSD, pela demonstração de uma debilidade intelectual tão confrangedora.
O Douto Senhor, elogia José Sócrates, (será elogio?), dizendo que, “o facto de ele ter militado na JSD, é uma prova da grandeza dos sociais-democratas”.
Senhor Doutor Relvas, por essa ordem de ideias, será que, “o facto de Durão Barroso ter militado no PCTP/MRPP, é uma prova da grandeza dos maoistas”?

Florbela Espanca

video

A Minha Dor

(Miguel Falabella)

sexta-feira, setembro 26

Memória do Crónicas


26/09/05 Baba e Ranho

Chorei baba e ranho ao ouvir o ministro Bagão defender que quem ganha 50.mil euros por ano, deve pagar mais nas Taxas Moderadoras.
O meu coração mole, não aguentou imaginar, os distintos senhores, madrugadas inteiras à porta dos Centros de Saúde, para arranjar consulta, e depois ainda terem que pagar mais que a ralé. Não é justo…

Adler Trio

video

Gipsy

segunda-feira, setembro 15

Memória do Crónicas

16/09/04 Comments:
Fico com muita pena que de vez em quando descambes para o fanatismo. Quando não estás "cego" pelo ódio à direita e aos judeus até que escreves mesmo muito bem.
Um abraço,

Orlando

Caro amigo,
Convenhamos que, ódio, é uma palavra demasiado forte…Eu não gosto dos tipos de Direita, porque considero ser estúpido ter uma maneira errada de pensar e não mudar. Não são só estúpidos, são também insistentes.Quanto a judeus, não gosto de ver os israelitas tratar os outros, como os nazis os trataram a eles. Embora reconheça que o judaísmo deva ser a mais xenófoba das grandes religiões. Não vou por aí… Eu sei que, «o Homem criou deus à sua imagem e semelhança», estamos conversados…
Um abraço.

J A

Essa é a lucidez de quem admira a "democracia" cubana. Essa é a lucidez de quem começa a ofender todos os que não são da mesma opinião ainda antes de eles a pronunciarem.
O judaísmo é xenófobo? Porque se acham os eleitos? Sabes o que foram as cruzadas? Sabes quem foram os cristãos novos ? Sabes quem são os infiéis que por mais que queiram não podem entrar em templos muçulmanos? Os cristãos condenaram o Saramago à morte? O mal do mundo são os judeus? Por que será que os cristãos são abatidos no Sudão? E os indus em Caxemira? E os judeus na Palestina? E pessoas de todas as religiões nos EUA?

1 abraço,
Orlando ( Orlando Manuel Pereira Alves d'Oliveira Silveira ), orgulhosamente ateu.

a) Não admiro a democracia Cubana, admiro a coragem dos cubanos, que têm todo o direito de viver sem amos. E segundo o meu fraco entender, expor ideias não é ofensa. A não ser para quem não aceita que o outro as tenham.
b) Eu não disse que «o judaísmo é xenófobo», mas sim que era a mais xenófoba de…«Nós somos o povo escolhido» isto é o quê? E depois vê só a auto-segregaçao.
c) Sei alguma coisa de História, e já li muito sobre Historia das Religiões, mas se tiveres algo novo para me ensinar, eu tenho muita vontade de aprender.
d) Crimes de pensamento, há milhões, e não se condena alguém por pensar desta ou daquela maneira, mas por pensar diferente. O perigo vem da diferença. Salman Rushdy foi condenado, Jesus Cristo executado, Saramago excluído. Todos pensavam diferente.
e) Não te fazia tão susceptível á causa judaica, apesar de seres ateu. Ou então estás a ficar rabujento.

Um abraço,
Joaquim António Bernardino Godinho (humildemente Livre-Pensador e Místico)

Amália Rodrigues

video

Zanguei-me com meu amor

domingo, setembro 14

O “nosso” presidente está a mostrar as manguinhas. Já não se lembra dos tempos do “deixem-nos trabalhar”. Cabe a Sócrates ser duro e não ter medo do confronto. Tanto a Lei do Divórcio, como o Estatuto Regional dos Açores, devem ser aprovados. O Poder Legislativo cabe á Assembleia, não á Presidência.
Já se sabia que ele ia fazer de tudo para levar Manuela Ferreira Leite ao poder.

Que Deus nos livre e guarde de tamanha desgraça.

Memória do Crónicas

14/09/04 “VÁ DE RETRO…”
Ontem dei por mim a fazer um Regresso ao Passado. Tive a nítida sensação, apesar da cor, de estar a assistir às famigeradas «Conversas em Família».
O Dr. Bagão, comissário do BCP no governo, trouxe um chorrilho de banalidades sem ter dito nada de concreto.
Vai aumentar os salários, sem dizer quanto.
Tem que se aumentar a produtividade.
O que é que o Ministro do Trabalho andou a fazer nos últimos dois anos e meio?
O défice, vai respeitar os 3% se for possível.
Só agora perceberam o problema das SCUT.
Vamos ter que reduzir os gastos nos serviços públicos. Onde? Na Justiça? Na Educação? Na Saúde? Na Segurança? Na Assistência Social?
E para fazer o quê com o poupado? Promover o consumismo, e fazê-lo chegar aos cofres dos bancos?
Um festival de demagogia populista. Paulo Portas não faria melhor.
O governo de Barroso, foi o governo mais à direita em democracia. Este é o primeiro governo fascista pós 25 de Abril.
Esperemos que o Senhor de Belém, não esteja muito ocupado a escrever “discursos redondos”, e saiba ler os sinais.

Memória do Crónicas

14/09/04 Segunda

Quando foi que demorei os olhos sobre os seios nascendo debaixo das blusas, das raparigas que vinham, à tarde, brincar comigo?...... Como nasci poeta, devia ter sido muito antes que as mães se apercebem disso e fizessem mais largas as blusas para as suas meninas. Quando, não sei ao certo.
Mas a história dos peitos, debaixo das blusas, foi um grande mistério.
Tão grande que eu corria até ao cansaço.
E jogava pedradas a coisas impossíveis de tocar, como sejam os pássaros quando passam voando.E desafiava, sem razão aparente, rapazes muito mais velhos e fortes!E uma vez, de cima de um telhado, joguei uma pedrada tão certeira, que levou o chapéu do senhor administrador!Em toda a vila, se falou, logo, num caso de política; o senhor administrador mandou vir, da cidade, uma pistola, que mostrava, nos cafés, a quem a queria ver; e os do partido contrário, deixaram crescer o musgo nos telhados com medo daquela raiva de tiros para o céu...
Tal era o mistério dos seios nascendo debaixo das blusas!

Manuel da Fonseca

sábado, setembro 13

Memória do Crónicas

07/09/04 Portugal dos Pequeninos
Invocar razões de "soberania nacional" para proibir a entrada do barco da organização holandesa Women on Waves nas águas territorias nacionais é perfeitamente ridículo.
Um bimbalhão de um secretário de Estado dos Assuntos do Mar veio proclamar retoricamente que «nós somos um país soberano» (o que soou «nó-chomos um paí-chuberano» na sua super-afectada dicção lisboeta), mas não se deu ao trabalho de explicar em que é que um pequeno barco, (mais pequeno que um cacilheiro), ameaçava a dita soberania.
Será que todos os estrangeiros suspeitos de praticarem ou se proporem praticar actos alegadamente ilegais em território nacional ameaçam a "soberania nacional"?!
A eventual prática de actos ilícitos é uma questão de polícia e de tribunais, não de forças armadas.
Esta parceria governamental Santana-Portas não tardou em fazer das suas!

Entrecampos 1963 / Lisboa